Planejar, planejar e planejar

March 30, 2016

 

Eu confesso: adoro uma lista. Faço listas diariamente, para tudo, de compras de supermercado, de material para repor o estoque do ateliê, de afazeres domésticos, dos temas que já fiz em festas, dos que não fiz e sonho em fazer, dos compromissos na escola dos filhos. Sempre acho que fazendo isso minimizo erros e agilizo meu dia a dia, que é bem corrido. Também tenho mania de planilhas e, apesar de ter tudo arquivado no computador, tenho uma agenda de papel que é minha companheira inseparável.

 

 

 

Bem, mas digo tudo isso para frisar a importância de planejar uma festa. Sempre. Sem planejamento, a possibilidade de que alguma coisa saia errada é bem grande. E ninguém quer correr riscos e decepcionar o aniversariante, certo? Cada um tem um método de organização, existem dezenas deles, nenhum é melhor do que o outro. São apenas diferentes, e o sucesso deles depende muito mais de como a gente se adapta a cada um. O meu começa, claro, pelas listas. A primeira delas, a que considero mais fundamental, é a lista de fornecedores. Fornecedor tem que ser parceiro, tem que ser confiável. Tem que poder acreditar nele de olhos fechados.

 

 

O planejamento efetivo de uma festa começa na escolha do tema, do local e da quantidade de convidados. Diante disso, começo a pensar na paleta de cores. Faço mil testes, imprimo inúmeras provas até chegar ao resultado que eu quero. Aí já parto para a lista de referências. São horas infindáveis de pesquisa, horas que se transformam em muitos dias. Tenho um painel no meu ateliê onde colo recortes que faço de revistas, impressões que faço de sites e blogs do Brasil e do mundo inteiro (está aí mais uma lista, um dia posto aqui os sites que uso como referência!). Esta pesquisa enriquece muito o meu trabalho, sinto-me preparada e embasada para conceituar as minhas festas. Importante: inspiração NÃO é cópia, hein!

 

A planilha de custos nem preciso dizer que é primordial. É nela que listamos tudo o que precisamos para realizar o evento, desde peças diferentes que serão alugadas ou compradas, passando pelos doces, pela papelaria até flores e mão de obra para ajudar na montagem. Tudo, absolutamente tudo, tem que estar na planilha com seu preço de custo.

Fundamental também é fazer um cronograma, que ajuda muito a evitar que nos percamos na pré-produção da festa. Cada item deve ter um prazo para ser realizado (tente fazer tudo com uma antecedência mínima!). Assim, é possível também antecipar problemas e encontrar soluções a tempo de que festa não seja prejudicada.

 

E, no meio de tantos aspectos absolutamente objetivos, é preciso ter bastante criatividade para criar. Porque festa bacana é única, jamais igual a nenhuma outra! 

Please reload

Featured Posts

Ideias Etc - Férias, agenda lotada e ócio

December 19, 2018

1/5
Please reload

Recent Posts

October 4, 2017

September 19, 2016

June 10, 2016

Please reload

Archive