Lembrancinhas ou esquecidinhas?

September 14, 2016

 

Em todas as festas que já fiz para os meus filhos, eu sofria para bolar uma lembrancinha bacana para os convidados. Eu queria ser criativa, queria que as crianças ficassem encantadas com o brinde, mas não queria gastar muito nisso. Quebrava a cabeça durante dias e, no fim, nunca saía exatamente como eu queria. Ou seja, eu estava sempre frustrada e me prometia que na festa seguinte seria diferente. Até que um dia fiz uma experiência e não ofereci as tais lembranças.

 

Na primeira festa, achei que as crianças estranharam um pouco ir embora sem carregar uma sacolinha, mas ninguém chorou ou reclamou. Era muito mais força do hábito. Na segunda festa, elas simplesmente nem sentiram falta. Aí, parei para pensar na real importância de ter um brinde para os convidados. Por que e quando essa moda começou? Qual é a finalidade?

 

 

 

Vejo muitas mães darem qualquer coisa de lembrança só porque têm que dar. Como se fosse uma obrigação, como se fosse vergonhoso não oferecer. E então vale qualquer besteira só para dizer que deu. Ora, se você parar para reparar, esses saquinhos podem estar cheios de doces e balas de péssima qualidade, ou de brinquedos de plástico tão toscos que em nada acrescentam à criança. Elas saem carregando aquilo e, em casa, largam em um canto qualquer. As lembrancinhas viram esquecidinhas em pouco tempo e, depois, seu destino final é a lata de lixo.

 

 

 

Crianças não precisam de muito para ser felizes. Elas vão se divertir na festa, brincar, correr, rir, cantar parabéns, comer bolo e brigadeiro. Para que sair de lá carregando tralha que elas jamais usarão em casa? Acho que falta bom senso e, na dúvida, prefiro não dar nada e prefiro inclusive que meus filhos não recebam nada também quando são os convidados. Outro dia, enchi duas sacolas grandes só com essas lembrancinhas que estavam acumuladas nas gavetas. Dar brindes é uma convenção que pode ser facilmente descartada.

 

Mas quando existe um propósito, acho que brindes são super bem-vindos e valem a pena. Como plantas ou um vasinho com terra e sementes para a criança plantar, um livrinho com atividades educativas, um livro de história mesmo, um brinquedo realmente instrutivo ou que trabalhe a psicomotricidade, como quebra-cabeças, joguinhos da memória e afins. Aí eu acho muito legal, porque aquilo teve um objetivo e os convidados mirins estão, de verdade, saindo enriquecidos daquela festa. E a gente sente que a mãe teve cuidado e carinho. Este tipo de lembrancinha é mais cara, nem sempre dá para ter. Então, experimente não dar brinde. Ou então distribua caixinhas vazias para cada uma, de repente, encher com os doces que estão na mesa do bolo. Experimente fazer isso e verá que seus miniconvidados sairão da festa tão felizes quanto, pode apostar!

Please reload

Featured Posts

Ideias Etc - Férias, agenda lotada e ócio

December 19, 2018

1/5
Please reload

Recent Posts

October 4, 2017

September 19, 2016

June 10, 2016

Please reload

Archive