Ideias Etc - Como manter o planejamento financeiro da sua festa

February 27, 2019

 

 

 

Você planejou uma festa por X dinheiros e gastou 2X. Quantas vezes isso já aconteceu? Milhares! Porque uma das maiores dificuldades é realmente manter o planejamento financeiro inicial, diante de tantas “tentações” que aparecem no meio do caminho. O bolo seria simples, de um andar, mas de repente você viu uma referencia incrível na internet e resolveu mudar para um de dois andares. Não usaria balão de gás hélio para não onerar muito, mas refletiu melhor e percebeu que criança ama balão, então fez um sacrifício para incluí-lo no orçamento. A lista tinha 80 convidados, mas ficou difícil manter este número e aumentou para 120, fazendo você gastar mais com doces, comida e bebida do que estava imaginando em um primeiro momento. A mesa do bolo seria bem pequena e simples, mas aí você foi ao mercado popular da sua cidade e viu tantos enfeites lindos que não resistiu e voltou para casa com duas sacolas cheios deles.

 

Já vi histórias assim se repetirem muito. É difícil mesmo, há de ser muito frio, calculista e organizado para não estourar o orçamento de uma festa infantil (aliás, de qualquer tipo de festa!). Meu primeiro conselho é: crie uma planilha e ponha nela todos os itens que você pretende usar na comemoração. Mas todos mesmo, até os que você acha que são tão irrisórios que não valeriam a pena estar lá. Vai por mim, de grão em grão a galinha enche o papo. Se você somar pequenos gastos que até então não estava pensando em computar – por exemplo, estacionamento, gasolina, táxi ou ónibus, o açúcar usado no brigadeiro, a fita adesiva para colar os enfeites na parede etc e tal – vai perceber que esses itens vão abocanhar boa parte da sua verba.

 

No instante em que decidir fazer a festa, baseada nas suas prioridades, estipule quanto vai gastar em cada área – comida e bebida, bolo e doces, recreação, decoração - mesmo que seja um valor aproximado. Tente ser fiel a esta determinação até o fim, para que não haja surpresas.

 

 

 

Pesquise fornecedores, de preferência mais de um por categoria, até encontrar o que melhor se adapta ao que você sonhou para a festa. Converse com amigas que já contrataram os profissionais, veja os trabalhos que eles já fizeram, peça indicações. Custo é um fator importante de escolha, claro, mas a qualidade estará sempre acima de tudo. Já vi muitas mães se frustrarem e se arrependerem ao escolher o preço como fator de decisão. 

 

Se você puder contratar uma empresa que cuide de toda a festa – desde o projeto de decoração, do bolo e dos doces, até o buffet e a animação – seria este o meu maior conselho. Desta maneira, além de você não ter trabalho nenhum (quem não gosta de ser convidada em sua própria festa?), você garante que os melhores produtos e serviços estejam ali, com valores até mais acessíveis (em geral, os fornecedores praticam preços bem mais em conta para os produtores de festa do que para o cliente final – no caso você). Se você não puder contratar uma pessoa para cuidar de tudo, não tem problema! Arregace as mangas, trate de se organizar bem, ponha a criatividade para funcionar e mãos à obra! Fazer festa é uma delícia!

Please reload

Featured Posts

Ideias Etc - Férias, agenda lotada e ócio

December 19, 2018

1/5
Please reload

Recent Posts

October 4, 2017

September 19, 2016

June 10, 2016

Please reload

Archive
Please reload

Search By Tags
Please reload

Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square